domingo, 28 de janeiro de 2018

COORDENADORA DO FONASC.CBH MINISTRA CURSO SOBRE GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS.


Thereza Christina - vice-coordenadora nacional do Fonasc.CBH.

Na noite do ultimo dia 24 de janeiro a vice-coordenadora nacional Fonasc.CBH ministrou curso sobre gestão de recursos hídricos em São Luís.

Thereza Christina Pereira Castro, ministrou o curso Gestão de Recursos Hídricos: os desafios que o Maranhão vem enfrentando. Contando com um público muito seleto e amplo, com a presença de profissionais do turismo, da engenharia, da pedagogia e também da comunidade, a coordenadora falou do trabalho realizado dentro do Fonasc.CBH e de quanto essa atividade lhe capacitou para desempenhar um papel atuante no cenário de recursos hídricos pelo País e também no Maranhão.

Durante o curso, a coordenadora lançou as diretrizes para formação do Comitê de Bacia Hidrográfica (CBH) do Rio Anil apresentando todas as discussões acerca de um dos rios mais importantes de São Luís e de tudo o que já foi feito pelas organizações da sociedade civil, dentre elas o Fonasc.CBH, para criação deste importante CBH para a nossa grande ilha.

O curso faz parte do projeto Capacita, promovido pela Faculdade Maurício de Nassau, uma entidade que está inserida dentro da Bacia do Rio Anil e que muito pode colaborar para o fomento e criação do CBH Rio Anil.


quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Integrantes da PM/MA. realizam Ação Social na Área do Itaqui Bacanga.

Foto - Polícia Militar
Os soldados F.Mota e Hymiollan com apoio do 1 BPM e do grupo Mateus, na pessoa do gerente de prevenção Gildario, realizaram no dia 26 de dezembro do ano corrente, uma Ação Social em bairros da Área Itaqui Bacanga.

Foto - Polícia Militar

Os bairros agraciados foram: Sol nascente, Mauro Fecury II e Ilha dos Pretos (Alto da esperança). Cerca de 40 famílias foram escolhidas pela Ação dos policiais do 1 BPM. 

Foto - Polícia Militar

Para o Sd PM F.Mota a fome é um dos grandes problemas da humanidade. Enquanto resolver o problema mundial parece complexo, resolver isso em uma comunidade é muito fácil. 

Foto - Polícia Militar

Uma ação como essa que estamos fazendo aqui na nossa área de atuação, traz a comunidade para o lado da polícia Militar, frizou o soldado. 

Foto - Polícia Militar

O 3 Sgt PM Moreira, acompanhou toda a Ação. Para o Sgt o policiamento comunitário é um tipo de policiamento que utiliza estratégias de aproximação, ação de presença e envolvimento entre a PM e a comunidade, dessa forma atuando na preservação da ordem pública. 

  • Foto - Polícia Militar
Essa Ação que está sendo realizada aqui nesses bairros, visa acima de tudo tentar trazer uma esperança a essas pessoas por dias melhores.

Foto - Polícia Militar
Importante ressaltar o apoio do CMT do 1 BPM Major André, do CMT da 3 cia/1 BPM,  Capitão Severo, da VTR 16088 do Anjo da Guarda, composta pelo 3 Sgt PM Moreira e o Sd PM Baldez, como também o apoio de Gildario do Grupo Mateus. 

Foto - Polícia Militar
Texto: Lima.

sábado, 16 de dezembro de 2017

Petistas ligados a CNB debaterão conjuntura eleitoral no Maranhão…


Principal corrente do partido, a Construindo um Novo Brasil – reunirá a militância para reforçar a importância da  candidatura de Lula e a política de alianças no estado.

A  corrente Construindo um Novo Brasil (CNB), realizará neste sábado, dia 16, o Seminário Estadual da CNB – Maranhão, para discutir os rumos do Partido dos Trabalhadores nas eleições de 2018.

A CNB debaterá a importância da candidatura de Lula.
– A eleição sem o ex-presidente é uma fraude que não será tolerada pelo povo – afirma o deputado estadual Zé Inácio, um dos líderes da CNB no estado e um dos expositores do evento.
Durante o encontro, os petistas traçarão as estratégias necessárias para fortalecer a campanha de Lula no Maranhão, estado que sempre votou em massa com o PT nas eleições presidenciais.
O seminário será realizado no auditório Neiva Moreira, na Assembleia Legislativa do Maranhão, a partir das 8:30.
Programação
08:30 – Recepção e credenciamento dos participantes
09:00 – Abertura
09:30 – Mesa – O Brasil e o Maranhão que o povo quer.
Expositores:

– Zé Inácio (Deputado Estadual)
– Raimundo Monteiro (Membro do Diretório Nacional do PT)
– Mundico Teixeira (Membro da Executiva Estadual do PT/MA)

Coordenação:

– Ednalva Lima (Secretária Estadual de Mulheres do PT/MA)

10:30 – Debate
11:30 – A Juventude CNB – desafios e perspectivas.
Expositores:

– Bruno Cacau (Membro do Diretório Estadual do PT/MA e JPT/MA)
– Carlos Augusto (Membro da Executiva Municipal do PT São Luís e JPT/MA)

Coordenação:

– Camila Pedrosa (Diretora Nacional da UBES e JPT/MA)

12:00 – Debate
13:00 – Almoço
14:30 – A organização da CNB do Maranhão para as eleições 2018
Coordenação:

– Fernando Silva (Membro do Diretório Estadual do PT/MA)

15:00 – Debate
16:00 – Calendário de atividades e eleição da coordenação estadual da CNB
Coordenação:

– Jucelina Vale (Membro da Executiva Estadual do PT/MA)

17:00 – Encerramento

sábado, 28 de outubro de 2017

Escola de Música Coronel Carlos Augusto Castro Lopes é inaugurada no bairro da Liberdade.


Nesta sexta-feira, (27), o vereador Cézar Bombeiro (PSD) teve um importante encontro com o professor João Pedro Borges, violonista clássico maranhense que está entre os melhores do Brasil, e que já realizou importantes concertos não apenas no Brasil, mas no exterior, com várias apresentações  na França.

O professor João Pedro Borges, também conhecido como “Sinhô”, tem uma larga experiência no ensino de música, tendo criado vários métodos de motivação e facilitação do aprendizado para crianças e jovens. Ele disse a Cézar Bombeiro, que uma das suas maiores alegrias é quando sabe que são criadas escolas de músicas. 

Colocou-se a disposição do vereador e da comunidade do bairro da Liberdade para contribuir com a escola, que abre as portas do conhecimento da música para muita gente pobre e jovem, que ao mesmo tempo  irão ter oportunidade de se tornarem cidadãos.

O professor violonista destacou que se todo político tivesse sensibilidade para a educação e formação de cidadania, a realidade ludovicense, maranhense e brasileira seria totalmente diferente, daí a sua iniciativa de colaborar com a Escola de Música Coronel Carlos Augusto Castro Lopes.

O vereador Cézar Bombeiro ficou bastante gratificado  pela disponibilidade do professor João Pedro Borges, em se tratando de um violonista clássico de renome internacional , mas de uma sensibilidade e visão social muito ampla dentro do contexto da educação, que é o caminho natural, de quando se pretende realmente promover mudanças, que vêm de dentro da consciência critica das pessoas  das comunidades, afirmou o vereador.

Texto: Da Assessoria do Vereador.

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

São Luís. Começa a sinalização dos novos limites dos municípios da Grande Ilha.


O Presidente da Agência Executiva Metropolitana (Agem), Pedro Lucas Fernandes, se reuniu com o diretor de estudos ambientais e cartográficos, Josiel Ribeiro e a chefe do departamento de cartografia e geoprocessamento, ambos do Instituto Maranhense de Estudos Cartográficos (Imesc), para definir as primeiras ações estratégicas, relacionadas ao grupo de trabalho formado para atuar na implementação da Lei que definiu os territórios dos municípios da grande ilha, sancionada pelo governador Flávio Dino.
Durante reunião ficou definido que a Agem vai instalar as placas para a identificação territorial dos municípios. “Dessa forma, vamos começar a solucionar um problema histórico dos moradores de bairros limítrofes entre as cidades que compõe a grande ilha. Isso causava conflito para os moradores e até para o poder público, pela indefinição na hora de cobrar impostos, comprometendo ainda o repasse de verbas estaduais e federais. Em alguns casos havia até duplicidade na cobrança de Imposto Sobre Propriedade Predial e Territorial Urbano (IPTU). Eram situações que prejudicavam ambas as partes e por determinação do governador Flávio Dino, vamos resolvê-las”, disse Pedro Lucas.
“Foi tratado um protocolo de ações relacionado à identificação das divisas municipais da região da grande ilha, e de que formas elas serão sinalizadas. Devido a maioria dos pontos divisórios estar alocados em pontos urbanos, foi pensando em dar uma melhor identificação, e assim, permitir à sociedade um conhecimento da área a qual pertence. A ideia é sinalizar de uma forma didática estes pontos para que a população e até mesmo os gestores terem a noção exata da sua localização”, disse Josiel Ribeiro, diretor de estudos ambientais e cartográficos do Imesc.
Os novos limites entre os municípios de São Luís e São José de Ribamar, foram definidos pela Lei nº 10.649, de 31 de julho de 2017, aprovada pela Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão (Alema), em julho deste ano e publicada na edição do dia 1º de agosto, no Diário Oficial do Estado. São 57 pontos que delimitam as duas cidades. É preciso agora um trabalho minucioso, para redefinir e informar os novos limites. Para isso, as placas de identificação serão essenciais e foi esse o primeiro ponto discutido pelo grupo de trabalho.
“Com essa redefinição dos limites, através do estudo cartográfico realizado pelo Imesc/IBGE, vamos ter um novo dado demográfico das cidades que compõe a grande ilha. As áreas limítrofes serão finalmente incluídas em um território definitivo. Precisamos agora informar a todos onde começa e termina cada município e por isso, queremos colocar as placas para definir os territórios”, explica Fernandes, presidente da Agem.
Além de São Luís e São José de Ribamar, os outros municípios que integram a grande ilha, também foram redefinidos, através da Lei nº 10.648, de 31 de julho de 2017, que atualizou a divisa entre Paço do Lumiar e Raposa. A Lei nº 10.650, de 31 de julho de 2017, trata sobre os limites entre Paço do Lumiar e São José de Ribamar. Os quatro municípios da grande ilha, integram a Região Metropolitana da Grande São Luís, instituída pela Lei Estadual Complementar nº 174/2015.

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Vereador Astro sugere pacto pela regulamentação do Uber em reunião com MP e taxistas.

O presidente da Câmara Municipal de São Luis, Astro de Ogum, recebeu na manhã desta quinta-feira, em seu gabinete, a promotora de Defesa do Consumidor, Lítia Cavalcanti, o presidente do Sindicato dos Taxistas, Renato Medeiros e outros profissionais da área.

Onde iniciaram uma rodada de discussão em  torno  da regulamentação do aplicativo Uber na cidade, que tem um projeto nesse sentido apresentado na Câmara, de autoria do vereador Paulo Vitor, mas que ainda não entrou em pauta.  Paulo Vitor também participou da reunião, defendendo seu ponto de vista.

O aplicativo, na realidade, é um autêntico pomo da discórdia na capital maranhense. É proibido de atuar na cidade, por conta de uma lei municipal aprovada ainda no ano passado, de autoria da ex-vereadora Luciana Mendes. A proibição foi mantida pela Justiça, mas mesmo assim, algo em torno de  1.500 pessoas atuam utilizando a plataforma, provocando uma rota de colisão com os taxistas, que se sentem prejudicados.

Lítia Cavalcanti ressaltou, durante a reunião, ter conhecimento de que muitos ex-presidiários  utilizam o aplicativo e lembrou  o episódio envolvendo uma enfermeira da UPA do Parque Vitória, que chamou o serviço do aplicativo e, ao chegar em casa foi assaltada pelo condutor.

O vereador Honorato Fernandes, que esteve presente no início da conversa, afirmou que “ o Uber  já é uma realidade nacional e o que se precisa fazer é uma adequação, para regularizar o serviço, de forma que os taxistas não sejam prejudicados”.

Paulo Vitor defende emendas ao projeto de sua autoria, como forma de se apagar esse foco de incêndio.  Todos os participantes do encontro foram favoráveis à redução do número de operadores do aplicativo, hoje em torno de 1.500, para algo em torno de 600.

Ao encerrar a reunião, o vereador Astro de Ogum disse não concordar, de maneira alguma,  da forma como o aplicativo está sendo utilizado na cidade.

“Eles não pagam impostos, não respeitam as leis. A Câmara foi correta quando proibiu o serviço na capital e a Justiça agiu com extrema visão, quando manteve a nossa decisão. Defendo um pacto, envolvendo todos nós e a Prefeitura, através da SMTT, para que haja uma regulamentação que seja benéfica para todos os envolvidos, inclusive o usuário, já que temos conhecimento que os preços que eram praticados no início, já não são os mesmos”, afirmou Astro de Ogum.

Ficou acertada  outra reunião, em data a ser definida,  no sentido de que seja encontrada uma solução para o impasse, através de emendas ao projeto do vereador Paulo Vitor.

Ascom/ CMSL.

sábado, 15 de julho de 2017

Deputado Wellington: Denuncia que “quase 2,5 mil veículos foram leiloados pelo governo em 2017” no Maranhão.

Durante sessão plenária na Assembleia Legislativa do Maranhão, o deputado estadual Wellington do Curso (PP) utilizou a tribuna para se posicionar contra a postura do governo do estado que já colocou para leilão 2.439 veículos e motos somente no primeiro semestre deste ano.
As apreensões foram feitas pela Polícia Militar em São Luís e outras cidades. Os números foram extraídos dos editais de leilão divulgados até o dia 07 de julho de 2017.
Ao se pronunciar, Wellington destacou a ação do governo como algo ilegal e irresponsável, sob a perspectiva social.
“Enquanto o Supremo Tribunal Federal deixa claro seu posicionamento firme quanto à ilegalidade da apreensão de veículos, o governo do estado insiste em apreender os veículos de maranhenses. Só em 2017, quase 2.500 veículos e motos já foram leiloados pelo governo estadual. 
É ilegal, fere a Constituição. Não é invenção. É entendimento consolidado. Além de ser inconstitucional, ainda temos a irresponsabilidade social. São veículos e motos dos nossos maranhenses. De homens e mulheres, trabalhadores”, disse Wellington.
Wellington mencionou ainda o Projeto de Lei Nº 099/2017, que é de autoria do deputado Wellington e prevê o impedimento da retenção, apreensão e recolhimento do veículo com o IPVA atrasado. 
Tramita também na Assembleia o Projeto de Lei 152/2017 e de sua autoria, que permite que os servidores públicos do Maranhão parcelem em até 12 vezes o pagamento do IPVA dos seus veículos com desconto na folha de pagamento.